Construa com a gente um novo futuro

Chegou o momento
de ser protagonista
de sua carreira

Está no ar o nosso Programa de Estágio exclusivo para pessoas pretas e pardas e que prometem uma jornada de muito conhecimento.

Essa é mais uma iniciativa pautada no nosso compromisso para promover a inclusão, equidade e a diversidade. Acreditamos que é a partir das diferenças que conseguiremos construir um mundo melhor, com a identidade de cada um, mais igualitário, justo e seguro para todas as pessoas. 

Por isso, priorizamos e queremos trazer pessoas negras de diversas interseccionalidades, como gênero, pessoas com deficiência e/ou LGBTQIA+.

Por oportunidades iguais, por um mundo diferente.

O banco BV possui alta taxa de efetivação de pessoas estagiárias.

Em 2021, 74% foi efetivada!

Como será o seu desenvolvimento

Começa agora uma trilha de aprendizagem e evolução!

Todas as pessoas estagiárias contratadas farão parte de um processo de aprendizagem com foco na integração da cultura, entendimento de processos, ferramentas do banco e aperfeiçoamento de habilidades técnicas e comportamentais.

Sua jornada com a gente também inclui canal aberto com as lideranças, mentoria de carreira e uma plataforma de inglês para alavancar ainda mais seu desenvolvimento.

De olho na aceleração de suas habilidades, você ainda participará de estudo de cases para a entrega de um projeto que impactará nosso ecossistema de negócios.

O objetivo é que ao final do período de estágio você tenha conseguido entender nossa cultura, negócios, realizar entregas de alta qualidade e desenvolver habilidades essenciais em sua jornada profissional.

Pronto para fazer parte deste movimento com a gente?

Podcast

Descrição do episódio

No primeiro episódio do podcast Somos o que Fazemos, você irá conhecer o Jeito BV e como esse é o nosso diferencial para proporcionar uma experiência de trabalhar em um banco digital. Tudo de forma leve, acolhedora, valorizando a experiência do colaborador e cultivando uma cultura organizacional de qualidade. Junte-se a nós nessa jornada e venha saber mais sobre o banco BV! 

Apresentador: Caique Bessa 

Participantes: Cleyson (Cultura e Clima) e Lais (gerente de Cultura, Diversidade e Inclusão)

00:08

[Caique] Oi! Eu sou o Caique Bessa, consultor de Candidate Experience aqui na Matchbox, e esse é o podcast de desenvolvimento profissional do banco BV.

O tema do episódio de hoje é: o que você pode aprender com a cultura do banco

BV? 

Para conversar conosco sobre esse assunto, falaremos com o Cleyson e a Lais, que fazem parte do time de cultura.

Continue com a gente. O papo vai ser bem legal!

00:34

[Caique] Uma cultura organizacional só é forte se estiver presente não apenas nas palavras das pessoas colaboradoras, mas também nas ações. Não é à toa que temos o “Jeito BV”.

Então, se você quer trabalhar em uma empresa cuja cultura esteja alinhada com seus

valores pessoais, lembre-se também que é sua responsabilidade fortalecer essa cultura.

Afinal, “com grandes poderes, vêm grandes responsabilidades”, não é?

Por isso, bora conversar com o Cleyson e a Lais sobre esse Jeito BV de ser e de se trabalhar!

Olá, pessoal! Querem se apresentar?

01:11

[Cleyson] Oi, gente, tudo bem? Eu sou o Cleyson, mas pode me chamar de Clay. 

 

Eu sou Relações Públicas, trabalho há quase 6 anos com cultura organizacional e, aqui no BV, apoio as frentes de Cultura e Clima há 8 meses, focando em como gerar um ambiente de cada vez mais confiança e psicologicamente seguro para nossos colaboradores.

01:34

[Lais] Oi, gente, eu sou a Lais. 

Eu tô há quatro anos aqui no banco, comecei como analista sênior de cultura e marca empregadora e hoje tô como gerente de Cultura, Diversidade e Inclusão.

Posso dizer que foram quatro anos de muito aprendizado, muito conhecimento aqui na área de Pessoas e muita mão na massa no banco BV.

01:58

[Caique] Perfeito, gente, legal. Então, vamos lá: Cleyson, o que é o Jeito BV e qual é o impacto que ele tem no seu dia a dia e no seu trabalho?

[Cleyson] Boa. Hoje, o nosso jeito é vivido no dia a dia e de várias formas. 

A gente tem quatro princípios que são a base do nosso jeito e impactam na vivência e em como podemos proporcionar relacionamentos profissionais acolhedores. Esses quatro princípios são:

  • Correto: como agimos de forma justa e aberta;
  • Corajoso: atitude empreendedora para inovar e superar desafios no BV;
  • Simples: cultura onde a gente vai direto ao ponto e apoia os colaboradores por meio da simplificação;
  • Parceiro: sempre somando forças para todos aprenderem juntos.

03:03

[Caique] Bacana. Lais, nossas pessoas ouvintes podem ter várias expectativas em relação a trabalhar em um banco. 

Quais são os diferenciais de trabalhar no banco BV?

[Lais] Caique, em primeiro lugar, a gente fala “banco” e pensa numa coisa super rígida. 

Porém, o nosso objetivo é ser leve nas relações e no dia a dia: é o que cada um irá encontrar aqui. Desde os benefícios, que a gente realmente valoriza, além de colocar o colaborador no centro dos nossos compromissos. 

Outra prioridade para a gente é a diversidade e inclusão e isso realmente é um compromisso até já declarado externamente. Além disso, tanto na rotina, como no modelo de trabalho, aqui:

  • Você vem de acordo com a necessidade;
  • Pode trabalhar em casa, ajustando o seu dia a dia;
  • Pode vir ao banco, ter interação ou tomar um cafezinho com o pessoal do seu time.

 

A gente é um banco digital, então, isso é muito importante. Outra prioridade, como o Clay disse, é a questão da parceria. A gente tem parceria com diversas startups e estamos com esse mercado. 

Outro super diferencial também é o nosso ESG: a gente foi o primeiro banco a compensar o carbono e algumas outras ações que se referem a essas três letrinhas. 

E tudo isso é comprovado pelos nossos colaboradores! No Glassdoor, somos a quinta melhor empresa para se trabalhar, com uma nota quatro e meio, então, você pode conferir no Glassdoor os comentários sobre o banco. Na própria GPTW, a gente foi a terceira no ranking geral e o terceiro melhor banco no ranking das instituições financeiras para se trabalhar. 

Prêmios dizem muito e concretizam o que a gente vem falando de como é gostoso trabalhar no banco BV. 

04:59

[Caique] Aí, isso aí, que incrível. Realmente são diferenciais. Eu acho que dá pra destacar, valorizar bastante essa cultura. 

Cleyson, quais ações de cultura o banco BV promove para fomentar o desenvolvimento das pessoas colaboradoras e qual é a importância de um espaço seguro na qual todas tenham uma voz, sejam elas estagiárias ou de outros cargos? 

[Cleyson] No banco BV, a gente tem várias ações que apoiam o desenvolvimento tanto dos nossos estagiários, colaboradores e da nossa liderança. O estagiário entra em uma janela de treinamento para que tenha o máximo de aprendizado e fique muito tempo com a gente e com a nossa liderança.

Com relação aos desafios internos, também focamos em dar mais autonomia à equipe. Então, desenvolvemos a nossa liderança para equilibrar a busca por resultados e cuidados com a equipe. E isso é muito importante, a gente tem cada vez mais indícios que está no caminho de garantir esse espaço de confiança olhando pras nossas pesquisas como GPTW e Glassdoor. 

Temos a ambição de ser um banco mais horizontal e que dá voz a todas as pessoas. Isso se desdobra e vem confirmando que a gente está no caminho de ter um espaço seguro e, principalmente, psicologicamente saudável.

06:32

[Caique] Perfeito. Laís, o banco BV tem um propósito de tornar mais tranquila a vida financeira de pessoas e de empresas. Como isso é na prática? 

[Lais] Caique, esse é um propósito bem ambicioso nosso aqui, né? 

Quando a gente fala de tornar tranquila a vida financeira de pessoas e empresas, a gente sempre estimula os colaboradores e todo mundo aqui a pensar “como a gente leva um pouquinho mais essa leveza para nossas pessoas, empresa, clientes e todo esse ecossistema que a gente trabalha?”. Então, dos nossos parceiros aos colaboradores, tudo o que a gente faz é motivado e norteado a partir disso. 

Quando a gente foi definir o nosso propósito, a gente viu que o brasileiro é o segundo país mais ansioso do mundo e o principal motivo disso é o dinheiro. 

Então, a leveza é o que motiva na hora de criar um produto e, como área de Pessoas, a levar essa tranquilidade para os colaboradores. Então, todo benefício, desenvolvimento, produtos passa por esse pensamento. E isso une o banco em um propósito maior, a gente olha para a sociedade em relação a isso. 

É como a gente também leva essa tranquilidade na vida financeira para a sociedade, então, realmente é um propósito que une e direciona o banco como um todo e como que a gente cada vez mais se aproxima dele, porque realmente é uma ambição muito grande. 

08:00

[Caique] Realmente, uma ambição que impacta a vida das pessoas. 

Estamos chegando ao fim do nosso episódio, fizemos esse podcast com um carinho imenso, amamos muito falar sobre esse assunto de extrema importância! 

Esperamos que vocês tenham gostado! Cleyson, Laís, querem deixar uma mensagem final?

[Cleyson] Eu acho que a principal mensagem que eu gostaria de deixar é: o banco BV proporciona muito aprendizado, é um banco onde a gente tem a oportunidade de conhecer várias áreas e pessoas, de colaborar com novas ideias, construir coisas que façam muito sentido para nossa carreira, independente do estágio que ela esteja.

[Lais] Boa, Clay. 

Eu acho que o recado aqui é: vem construir com a gente! Vem junto nessa jornada, vem conhecer o banco. Acho que tudo o que a gente falou aqui, a gente sente no dia a dia e é um convite de fazer parte dessa jornada e construir esse banco digital leve e de tornar mais tranquila a vida financeira de pessoas e empresas com a gente.

[Caique] Então é isso, pessoal! 

Muito obrigado por terem ficado até aqui e fiquem ligados! 

Ainda teremos outros papos super necessários durante o nosso programa, esse foi só o primeiro episódio. Um abraço e até o próximo!

ENCERRAMENTO

------

Se você se identificou com o Jeito BV, nós estamos esperando por você! Acesse nossa página de carreiras no site e venha fazer parte dessa jornada: Trabalhe com a gente 

------

Aproveite e siga o banco BV nas redes sociais: 

Instagram: @bancoBV 

Facebook: @bancoBV 

Twitter: @bancoBV

YouTube: banco BV

Descrição do episódio

No segundo episódio do podcast Somos o que Fazemos, você irá acompanhar dicas práticas para o Conectando Raízes: Programa de Estágio do banco BV 2022.

Será que experiência profissional é o mais importante em um processo seletivo para pessoas estagiárias? O quanto nossas vivências pessoais podem impactar nesse momento? Você irá descobrir essas respostas agora. 

Vamos juntos nessa jornada? Aperte o play e vamos nessa! 

Apresentador: Caique Bessa 

Participante: Daniela Mendes (Recrutadora)

ABERTURA

00:07

[Caique] Oi! Eu sou o Caique Bessa, consultor de Experiência do Candidato aqui na Matchbox e esse é o podcast de desenvolvimento profissional do banco BV.

O tema do episódio de hoje é: dicas práticas para quem está participando do Conectando Raízes: Programa de Estágio do banco BV 2022. Por isso, trouxemos uma pessoa convidada mais do que especial: Daniela Mendes, que é Recrutadora. 

Continue com a gente. O papo vai ser incrível!

00:38

[Caique] Estar no início da carreira não é fácil. Mas, se você quer ser uma pessoa estagiária do banco BV, você acredita que suas atitudes fazem a diferença, por mais simples que elas sejam. 

Mas, em processos seletivos, podemos acabar nos perdendo no meio de tantas orientações do que fazer e do que não fazer… e o que era pra ser simples acaba se tornando desnecessariamente complicado. Por isso, neste episódio, convidamos a Daniela para simplificar as etapas mais desafiadoras do processo seletivo. Se apresenta, Dani.

01:15

[Dani] Olá, eu sou a Dani, sou Recruiter aqui do BV. Eu trabalho com recrutamento e seleção há um pouquinho mais de dez anos e em diferentes tipos de indústria. Então, já tive a oportunidade de acompanhar muitos processos seletivos ao longo dessa trajetória. 

Estou aqui no BV há um pouquinho mais de um ano, já acompanhei algumas rodadas de contratação, de processo seletivo para pessoas estagiárias, e tenho algumas dicas de como apoiar e tornar esse processo um pouco mais leve, simplificado. Contem comigo pra isso. 

02:00

[Caique] Perfeito, Dani. Muito obrigado. É um prazer falar com você e vamos lá: em quê você acredita que o processo seletivo contribui para o desenvolvimento profissional e pessoal das pessoas candidatas?

[Dani] Boa pergunta, Caique. 

Bom, acho que sempre que nós vamos participar de entrevistas, temos o hábito de nos preparar, ensaiar nossa fala e escolher quais são os pontos que nós levaremos para essa conversa. Esse exercício já colabora para o desenvolvimento, porque, de certa forma, é necessário um momento de autoconhecimento e de conexão com as nossas aspirações e expectativas que estão ali relacionadas, tanto com o nosso lado pessoal como também para o nosso lado profissional. 

Então, acho que existe uma frase que a gente utiliza aqui nas rodas de aconselhamento de carreira que é “quanto mais entrevista, melhor”, porque você:

  • Vai se preparar melhor;
  • Irá aprender a gerir melhor o tempo; 
  • Poderá selecionar de forma mais cuidadosa as informações que serão levadas;
  • Irá transmitir mais segurança.

De certa forma, não é mais uma curva na neblina. Quanto mais entrevista você faz, maior a previsibilidade do que vai acontecer e, consequentemente, você adquire mais segurança: o ingrediente de sucesso para as rodadas de seleção aqui no banco BV. Isso de forma muito geral, não somente para os programas de estágio, porque os grandes vilões (dos processos seletivos) são a insegurança e o medo, que muitas vezes impedem a pessoa candidata ali de conseguir colocar na mesa todos os seus conhecimentos, expectativas, tudo aquilo que ela preparou pra levar para aquele momento. 

Então, acho que quanto mais entrevista, melhor. E justamente por esses dois exercícios que a gente faz antes da entrevista: da preparação e da prática (da entrevista).

[Caique] Legal, Dani.  É aquela velha história de que a prática acaba levando a perfeição, né? 

[Dani] Sem dúvida. 

04:23

[Caique] As etapas de dinâmica de grupo e entrevista final são consideradas por muitas pessoas candidatas como as mais desafiadoras. O que é esperado das pessoas candidatas nessas etapas?

[Dani] Boa. Eu acredito que este é um momento-chave para a pessoa deixar realmente a insegurança ali na gaveta. Então, é importante ter em mente que nós não buscamos as respostas certas e, também, não buscamos uma pessoa candidata ali com um vasto conhecimento para o processo seletivo de um programa de estágio.

O objetivo central ali do programa é de fato acrescentar essa experiência à vida do candidato. Então, partindo desse ponto, não existe uma resposta certa ou errada nesses dois momentos. Quando a gente pensa na dinâmica, ela geralmente vem com um desafio a ser solucionado em equipe. E o que nós esperamos é ver o como: 

  • o caminho que essa pessoa candidata leva para solucionar o que foi proposto; 
  • a sua forma de se posicionar;
  • como ela compartilha as suas ideias; 
  • a sua própria maneira de organizar essas ideias. 

Quando a gente pensa na etapa de entrevista final, novamente não existem respostas binárias (certas ou erradas). A pessoa que é líder da vaga, junto com o Recruiter, vai alinhar as expectativas durante essa etapa, entendendo como a vaga proposta e a dinâmica da área impactam na formação e nos ideais que a pessoa candidata possui. 

Então, é uma fase de calibrar as expectativas colocadas na mesa para que o match no final das contas realmente aconteça e, assim, o programa de estágio agregue conhecimentos esperados por essa pessoa candidata e traçados por ela. 

06:24

[Caique] Boas dicas. Agora vamos pensar em como se preparar para realizar essas etapas. Quais dicas você dá para quem está passando por elas agora? 

[Dani] Ótimo. Bom, acho que é muito comum as pessoas candidatas se sentirem intimidadas por estarem em uma sala com outras pessoas que estão concorrendo ali para a mesma cadeira. 

Então, a minha dica é: conheça o seu potencial! Esteja seguro do que você tem para entregar e enxergue esse dia como uma experiência que vai resultar em uma vaga conosco aqui no BV ou em aprendizados futuros para processos seletivos que você irá participar ou para outras camadas da sua vida. Isso vai ajudar a silenciar a insegurança que a gente está falando aqui (no podcast). 

De forma mais prática, pense na sua vivência adquirida até aqui. Às vezes, a gente se limita, achando que a experiência profissional é a única experiência que a gente possui. Mas existe um termo que eu gosto muito que se chama “competência da vivência”. Então, o que a vida fez você adquirir? 

  • Em casa: se você é uma pessoa que tem muitos irmãos e precisou adquirir a competência de trabalharem em equipe na na hora de dividir as tarefas da casa; 
  • Na faculdade: lembre-se dos trabalhos onde, em algum momento, você precisou protagonizar a liderança e a organização. Pense, também, na participação de empresas juniores ou de outros projetos extracurriculares, como ligas acadêmicas; 
  • Trabalhos voluntários: trabalhos de jovens dentro de igrejas são um exemplo.

É muito comum a gente ouvir diferentes ações que colaboram para essa competência da vivência, então, uma dica é: coloque no papel as suas competências de vivência, as habilidades que você possui, porque isso vai ajudar muito a somar forças para a sua segurança e a compartilhar de fato aquilo que você tem e que, às vezes, são ações e qualidades/habilidades que você nunca parou pra pensar. Esse exercício de colocar no papel, de pensar em tudo que a vida fez você adquirir irá te ajudar muito. 

08:52

[Caique] Muito bom, Daniela. Eu confesso que até eu nunca tinha pensado por esse lado. 

Quais são as características e as habilidades que você acredita serem esperadas de uma pessoa estagiária no banco BV? E como dar destaque a elas durante essas etapas?

[Dani] Boa, acho que o ponto de partida já está ligado à competência da vivência, mas, de forma geral, as habilidades que nós esperamos estão muito conectadas aos nossos princípios, de acordo com a prática da área de negócio que essa pessoa irá trabalhar, justamente por não buscarmos pessoas com experiência. 

Então, onde a gente se baseia? Aqui nos nossos pilares: 

  • Parceiro: fala muito sobre trabalho em equipe. A gente vai ver se essa pessoa candidata trabalha em equipe na hora da dinâmica, se ela dá espaço para ouvir e como reage quando as ideias não são aderidas pelos outros; 
  • Corajoso: o quanto essa pessoa se posiciona, como coloca suas ideias na mesa como defende e, principalmente, o quanto ela pensa fora da caixa para alcançar determinada solução; 
  • Simples: o quanto essa pessoa é pragmática, objetiva nas soluções. O quanto ela baseia as suas tomadas de decisão em algo que viveu, em um artigo que ela leu, em algo que ela estudou. E o quanto ela consegue ser objetiva nas suas tomadas de decisão;
  • Correto: fala muito sobre a gente fazer o que é certo acima de tudo. Então, o quanto ela assume erros e consegue recalcular a rota das suas ideias. 

Tudo isso a gente consegue observar tanto nas fases da dinâmica, quando está todo mundo ali junto na sala, quanto nas entrevistas individuais. 

Como eu penso em dar destaque pra essas qualidades, essas habilidades? Eu acredito que é sendo você mesmo. Novamente, a gente percebe que os grandes vilões das rodadas de processo de seleção são a timidez, a insegurança e o sentir-se retraído. Então, deixe isso de lado, seja você mesmo, compartilhe os seus valores, aquilo que é importante pra você, que no final das contas vai dar tudo certo! Isso vai contribuir para a sua experiência, seja com uma vaga ou um aprendizado e nós estamos aqui para garantir isso ao longo do nosso processo. 

11:39

[Caique] É isso mesmo, é um espaço para ficar confortável para dar o melhor que tem para dar e com certeza um resultado ele vai vai vir, né? Independente de qual seja. 

Estamos chegando ao fim do nosso episódio, fizemos essa trilha inteira com muito carinho, adoramos falar sobre mais esse tema super relevante! E esperamos que vocês tenham gostado! 

Dani, quer deixar uma mensagem final? 

[Dani] Meu recado especial para vocês é: sintam-se encorajados a entregar o melhor nesse programa, aproveitem essa oportunidade! 

A gente não está se vendo aqui, mas eu sou uma mulher negra que nasceu na periferia e eu gostaria muito de ter tido essa oportunidade na fase inicial da minha carreira. Naquela época - não muito longe, porque eu não sou muito velha -, a gente não discutia muito disso nas organizações. A diversidade é um tema muito recente. Ter uma instituição financeira como o BV disponibilizando um programa exclusivo para pessoas pretas e pardas e investindo em diversidade aqui, dentro de casa, em diversas soluções que a gente possui é realmente uma oportunidade ímpar. 

Então se dediquem, entreguem ali o melhor de vocês e se preparem, porque, no final das contas eu tenho certeza de que o melhor resultado vai acontecer. Um grande beijo e eu com certeza encontro alguns de vocês aí nas nossas rodadas de seleção.

[Caique] É isso aí. Dani, adorei conhecer você, conversar um pouco. Incrível todas as dicas. Até eu que nem estou participando do processo seletivo pude aprender um pouco. 

Então é isso. Muito obrigado também por todas as pessoas que estão nos ouvindo, que nos ouviram até aqui. E fiquem ligados. Em breve vamos ter mais um podcast pra vocês. Um abraço e até o próximo.

 

ENCERRAMENTO

------

Se você se identificou com o Jeito BV, nós estamos esperando por você! Acesse nossa página de carreiras no site e venha fazer parte dessa jornada: Trabalhe com a gente 

------

Aproveite e siga o banco BV nas redes sociais: 

Instagram: @bancoBV 

Facebook: @bancoBV 

Twitter: @bancoBV

YouTube: banco BV

Descrição do episódio

Você já ouviu falar que o aprendizado é um processo sem fim? Vamos falar sobre isso! No último episódio do podcast Somos o que Fazemos, nós iremos abordar a importância de continuar estudando para o desenvolvimento pessoal e da carreira.

Você irá descobrir como o banco BV contribui para a formação profissional e, também, pessoal dos novos talentos. Seja na vivência com profissionais experientes ou no incentivo à educação, uma coisa é certa: é possível desenvolver suas habilidades na empresa.

 

Vamos juntos? Aperte o play para conferir o episódio completo!

Apresentador: Caique Bessa

Participante: Thabata Alves e Matheus Freitas

ABERTURA

00:07

[Caique] Oi! Eu sou o Caique Bessa, consultor de experiência da pessoa candidata aqui na Matchbox e este é o podcast de desenvolvimento profissional do banco BV.

O tema do episódio de hoje é “O que você pode aprender com a cultura do banco BV?”. Para conversar conosco sobre esse assunto, falaremos com Thabata Alves, do time de Educação Corporativa, e Matheus Freitas, atualmente estagiário de Tech.

Continue com a gente. O papo vai ser incrível!

00:38

[Caique] Se continuar se desenvolvendo é importante para quem já tem experiência no mercado de trabalho, imagine para quem está começando! Mas não são apenas as habilidades que você desenvolve no dia a dia do trabalho que são importantes. Estudar também é.

E esse investimento é responsabilidade tanto da pessoa colaboradora quanto da empresa. Para conversar sobre esse tema, e para que você conheça melhor as oportunidades de capacitação no banco BV, convidamos a Thabata e o Matheus. Se apresentem, gente!

[Thabata] Oi, gente. Eu sou a Thabata, sou analista da área de Educação Corporativa do BV. Entrei em fevereiro de 2021 no programa Elas Por Elas como estagiária e hoje sou responsável por todo o desenvolvimento dos jovens talentos, estagiários e aprendizes aqui do banco. Estou muito animada.

[Matheus] Oi, gente. Meu nome é Matheus Freitas, atualmente sou estagiário de Arquitetura Enterprise no banco BV e estou numa área onde lido com todos os fluxos de valores e negócios dentro do banco.

01:50

[Caique] Perfeito, que legal. É um prazer conversar com vocês, gente. Vamos começar. Primeiro, Thabata, qual é a importância do desenvolvimento constante para a carreira de uma pessoa? Independente de quanta experiência ela tenha.

[Thabata] Bom, se desenvolver sem parar é muito relevante para uma carreira onde você é o personagem principal, independente de qual seja a sua geração. É importante para que você mantenha o seu potencial, os resultados apareçam e você consiga crescer cada vez mais profissionalmente.

Isso porque a gente busca aqui dentro do BV pessoas que sejam curiosas e tenham a capacidade de sempre aprender a partir de novos desafios, se tornando cada vez mais competentes. É importante não esquecer que estamos em um mundo em que mudanças surgem a todo momento e, por isso, a gente precisa compreender como pode se adaptar para mudar e crescer junto com ele.

 

Então, entendemos que o melhor profissional não é quem sabe sobre tudo, mas aquele que está aberto a aprender e disposto a se adaptar às mudanças, independente do seu cargo ou função. E o desenvolvimento constante é uma habilidade que não é útil somente para o trabalho, mas para a vida pessoal. Nos ajuda a construir a capacidade de sempre estarmos nos superando, sendo resilientes.

03:02

[Caique] Legal, é isso aí. Qual é a importância das pessoas estudantes não se contentarem somente com o que elas aprendem na faculdade, mas sim complementar sua formação?

[Thabata] O dia a dia profissional é muito mais do que a gente vê na faculdade. Apesar de ela nos dar uma ótima base para nos desenvolvermos ainda mais, precisamos de diversos complementos. Eu não digo especificamente uma pós, mas qualquer meio que traga conhecimento no qual você consiga aprender diariamente, se tornando um profissional mais completo e atualizado, além de trazer maior confiança, motivação e credibilidade dentro da sua formação.

03:40

[Caique] Thabata, o banco BV tem um programa de desenvolvimento de um ano para as pessoas estagiárias. Como esse programa funciona? E como ele impacta as pessoas estagiárias do banco?

[Thabata] Bom, a gente criou um programa buscando ajudar os estagiários a se manterem atualizados às diferentes habilidades do mercado de trabalho. Neste ano, temos três blocos de desenvolvimento:

 

  • Trilha: a gente traz workshops com temas que variam entre soft skills (habilidades comportamentais), hard skills (habilidades técnicas) e conhecimento do próprio banco, onde a gente traz ferramentas, cultura e processos;

 

  • Mentoria: um colaborador do banco é convidado a mentorar um novo estagiário de diferente diretoria. Isso para abrirmos o contato para além do que a gente tem no dia a dia da área. Nós fazemos uma formação para esse colaborador estar preparado para lidar com todos os desafios que são trazidos, sendo pessoal ou profissional;

 

  • Aceleração: um projeto bem legal onde elas (as pessoas estagiárias) desenvolvem a habilidade de resolução de problemas, desenvolvendo um case com desafios em alta no mercado. São quatro treinamentos de suporte para ajudar no conteúdo e na estruturação desse projeto.

Isso tudo acontece no primeiro ano deles no banco BV, onde a gente busca dar o máximo de suporte para esse desenvolvimento das vidas profissional e pessoal. No segundo ano, a gente dá espaço para que eles estejam focados na imersão total dentro das áreas e de suas funções.

Mas eu também não posso esquecer o nosso novo benefício que é a plataforma de idiomas, onde a gente oferece para todos aqueles que têm interesse em se desenvolver em uma segunda língua. No caso, o inglês.

05:26

[Caique] Que legal, é um programa bem completo e que acaba abordando várias áreas, né? Muito bacana.

Matheus, falando como estagiário atual, como foi sua experiência até hoje?

[Matheus] Dentro desses três meses que eu estou no banco pelo programa de estágio Do Seu Jeito 2022, com certeza todos os valores agregados tanto na área profissional como na área pessoal têm se tornado além das minhas expectativas. Como a Thabata havia dito a respeito dos treinamentos e capacitações oferecidas pelo banco tanto na parte de negociação como na parte de desenvolvimento de uma nova linguagem, no caso do inglês, com certeza vão gerar uma grande evolução dentro da minha carreira.

06:20

[Caique] Legal! E qual é a importância que a educação teve na sua carreira?

[Matheus] Além de dar uma capacitação técnica, que é de suma importância, né? Já que dentro do mundo em que vivemos ter essa capacitação se torna básica, mas principalmente dentro da parte de vivência, adquirindo experiência, seja em termos técnicos ou negociações entre áreas internas e externas ao banco. Com certeza, vai muito além do campo da teoria.

Então, conseguir ter uma visão holística, onde se busca a conciliação entre as diferentes áreas dentro da empresa e conseguir, também, criar esse desenvolvimento profissional, a educação é muito importante. Mas a educação de convivência e a colaboração com os funcionários faz a diferença dentro da carreira.

07:23

[Caique] Legal. Muito bom que a gente possa ter esses dois lados, né? As duas opiniões, as duas vertentes, tanto da Thabata como do Matheus. Muito obrigado, gente.

Estamos chegando ao fim do nosso episódio. Desenvolvimento constante é muito importante e falar sobre isso também! Esperamos que vocês tenham gostado! Pessoal, vocês querem deixar uma mensagem final?

[Thabata] Sim, eu acho que uma dica que eu dou pra todos que estão dispostos a aprender é que quando você se inspirar em uma pessoa ou em uma vaga, entenda o que faz com que você se inspire: quais as competências ou conhecimento essa pessoa tem ou a vaga dos seus sonhos precisa?

E ao invés da gente pensar “nossa um dia vou ser como essa pessoa” ou “um dia eu posso passar nessa oportunidade” tente mudar por “eu vou me aperfeiçoar nisso, realizar tal curso, me desenvolver em tal competência que me deixe mais parecido com ou que me faça chegar aonde eu quero”. Isso muda a forma como a gente vê as oportunidades que chegam pra gente. E é isso. Obrigada por receber a gente e abrir esse espaço pra gente falar de um assunto tão importante.

[Matheus] Bom, o que eu tenho a dizer sobre as carreiras e oportunidades que você pode ter aqui no banco vão muito além do que foi ensinado dentro da faculdade. Eu digo que é importante ter resiliência, mas é importante também estar aberto a novas oportunidades.

Por mais que em um primeiro momento possa parecer distante, com certeza vai agregar muito mais dentro de toda a sua carreira.

[Caique] Maravilha. Então é isso, pessoal! Muito obrigado por terem ficado até aqui.

Esse foi o último episódio do podcast de desenvolvimento profissional do banco BV, espero que os assuntos debatidos sejam de grande importância para o futuro e a carreira de vocês!

Um abraço e até mais!

ENCERRAMENTO

------

Se você se identificou com o Jeito BV, nós estamos esperando por você! Acesse nossa página de carreiras no site e venha fazer parte dessa jornada: Trabalhe com a gente

 

------

Aproveite e siga o banco BV nas redes sociais:

 

Instagram: @bancoBV

Facebook: @bancoBV

Twitter: @bancoBV

YouTube: banco BV

Depoimentos

O BV foi minha primeira oportunidade profissional, e começar em uma empresa de tamanha expressão é motivo de muito orgulho para mim. A troca de conhecimentos que tenho aqui é indescritível, a autonomia que me dão é sensacional, a confiança e expectativa sobre mim me fortalece cada vez mais, sou grato pela oportunidade e espero crescer mais e mais. Algo super legal de se pontuar também é a Diversidade aqui dentro, principalmente nas lideranças.

João Cavalcante Finanças e Relações com Investidores

Uma palavra que define estagiar no BV é OPORTUNIDADE aqui você trabalha com as tecnologias mais avançadas do mercado e tem a oportunidade de aprender várias delas com todo suporte que o BV proporciona para você alavancar sua carreira e seu conhecimento. Estar aqui é entender que você vai ter todo apoio do seu time para se desenvolver com um ambiente muito tranquilo e acolhedor, pois o BV tem o propósito de revolucionar o mercado financeiro de forma simples e ágil para os seus colaboradores. Estagiar no BV é impulsionar a sua carreira aqui o aprendizado é contínuo com workshops, treinamentos e cursos externos para alavancar seu conhecimento.

Guilbert Vinícius Tecnologia

Algo que foi muito importante e marcante na minha chegada ao BV foi o acolhimento. Desde o primeiro dia, me sinto confortável para ser quem eu sou, tenho voz nos projetos que participo e sigo ao lado de pessoas incríveis que estão sempre dispostas a ajudar. Outra coisa legal para compartilhar (e não menos importante!), é que aqui eu encontrei outras pessoas pretas unidas e engajadas com o propósito de inspirar e construir um ambiente seguro, de empatia, aprendizado e que desperta o orgulho de sermos quem somos.

Lais Santos Crédito

    Somos considerada uma empresa Humanizada e ficamos entre as 3 melhores instituições financeiras para se trabalhar, segundo a GPTW.

    Conheça as áreas
    de atuação

    Nosso escritório está localizado em São Paulo – SP e contamos com os seguintes modelos de atuação por todo o país:

    • Flexível – Ida ao banco conforme a necessidade definido em comum acordo com a liderança;
    • Remoto - O trabalho é realizado majoritariamente remoto, sendo a exceção ir presencial ao escritório;

    Atenção:

    Para pessoas contratadas em modelo flexível é necessário disponibilidade para comparecer ao escritório em São Paulo/SP quando necessário (periodicidade será alinhada com a gestão de cada área).

    Nosso escritório está localizado em São Paulo – SP e contamos com os seguintes modelos de atuação por todo o país:

    • Flexível – Ida ao banco conforme a necessidade definido em comum acordo com a liderança;
    • Remoto - O trabalho é realizado majoritariamente remoto, sendo a exceção ir presencial ao escritório.

    Atenção:

    Para pessoas contratadas em modelo flexível é necessário disponibilidade para comparecer ao escritório em São Paulo/SP quando necessário (periodicidade será alinhada com a gestão de cada área).

    O que é necessário
    para Participar

    Se autodeclarar uma pessoa preta ou parda; 

    Estudante de cursos de Bacharelado, Tecnólogo ou Licenciatura;

    Todos os cursos são bem-vindos;

    O que é necessário
    para Participar

    Formatura a partir de dez/2023;

    Disponibilidade para estagiar por, no mínimo, 1 ano e meio;

    Disponibilidade para estagiar 6h diárias.

    O que
    Oferecemos

    Bolsa auxílio

    de R$ 2.705,22

    Dress code flexível

    Vale Refeição

    de R$ 41,92 por dia

    Vale Alimentação

    de R$ 726,71 ao mês

    Plano de Saúde

    Plano Odontológico

    Seguro de Vida

    Plataforma de Inglês

    Gympass ou Totalpass

    Vale Transporte

    (Aplicável para pessoas que residam em São Paulo e Região Metropolitana e que atuem em áreas com modelo flexível)

    Cronograma
    das etapas

    Inscrição

    09/05 a 06/06

    Fit Cultural

    Maio e Junho

    Game de Competências

    Maio e Junho

    Dinâmica
    de Grupo Online

    Julho

    Entrevistas
    Finais

    Julho

    Notícia
    de Aprovação

    até 14 de Julho

    Início
    no banco BV

    Agosto

    Sobre o
    banco BV

    Prazer, somos o BV!

    Um banco de nacional, o 5º maior banco privado do Brasil (ranking Banco Central). Em nosso DNA, temos a união de uma das maiores instituições financeiras da América Latina, um dos maiores conglomerados industriais do mundo e um ecossistema de startups inovadoras.

    Estamos em constante evolução e construímos #parcerias de sucesso para entregarmos nosso propósito de tornar mais tranquila a vida financeira de pessoas e empresas.  Com uma cultura #simples e ágil, estamos há 30 anos trabalhando para inovar a sua relação com o dinheiro, criando produtos e serviços que agreguem valor a vida das pessoas, ajudando a viabilizar suas conquistas e a realizar seus sonhos

    Nossa cultura é focada em pessoas e, buscamos diariamente construir um ambiente mais inclusivo, colaborativo, descontraído, e de muito acolhimento.

    Aqui, nossa jornada de diversidade também é de inclusão e equidade.

    Nós investimos no desenvolvimento e na experiência das nossas pessoas, e com isso, elas nos reconhecem como o 5ª Melhor Lugar para Trabalhar, segundo ranking Glassdoor, e a 3ª Melhor Instituição Financeira do Brasil para Trabalhar, no ranking Great Place To Work, na categoria banco.

    Queremos te conhecer. E você, quer nos conhecer também? 😉

    Somos o banco BV. Leve para a vida.

    Saiba mais sobre BV.

    Conheça nosso grupo de Afinidade Raízes

    O grupo Raízes tem como propósito construir um banco BV acolhedor para pessoas negras, garantindo oportunidades de desenvolvimento e um ambiente inclusivo que gerem mudanças por meio da conscientização sobre preconceito, discriminação e o racismo estrutural.

    Nossas ações são focadas em 4 pilares

    • Protagonismo: levamos pautas raciais para reuniões das nossas diretorias.
    • Engajamento: proporcionamos um onboarding inclusivo e acolhedor, além de encontros para brainstorm para ações internas.
    • Desenvolvimento: trazemos palestras, treinamentos e letramentos sobre temas raciais.
    • Atração: divulgamos vagas em grupos ou fóruns para o público, além de incentivarmos a indicação de pessoas negras dentro do banco.

    Além do Raízes, também temos os grupos de afinidade: BV Além da Cota, BV Fora do Armário e BV com Elas!

    Ainda ficou
    com dúvida?

    Copyright © 2021 Cielo S.A. Todos os direitos reservados

    Banco Votorantim S.A. – CNPJ: 59.588.111/0001-03

    Avenida das Nações Unidas, 14.171, Torre A, 18⁰ andar, Vila Gertrudes, CEP: 04794-000, São Paulo – SP

    Skip to content